redfox themes
Mornie Alantië
Reblog
The 12th gif in your folder is your muse’s reaction to being hit on in a bar

dark-ones-of-hyrule:

thebeastofshadows:

was-once-a-ring:

kafeiofhyrule:

spoopycelestialmage:

thespookydragonslayer:

thespookyram:

image

image

image

image

image

image

image

(Source: roleplayaskmemes)

Reblog
| RP com herefortheinterview

herefortheinterview:

Louis esboçou um sorriso, a face que parecia de ceramica modificando-se apenas levemente para formar a sombra de um sorriso. Não tinha pressa para ir embora, de fato a curiosidade a respeito do outro era a unica coisa que o prendia ali. Quando veio àquela velha edificação esperava que estivesse vazia. Estranho encontrar alguem ali.

"Pensei ter sido claro o suficiente quando dei aquela entrevista. Este não é…" Passou os dedos sobre livros antigos. "Um assunto agradável para ser tratado assim tão levianamete. Quero saber seu nome, e o que está fazendo aqui… Quem o acorrentou a este lugar, Conhecimento, e por que você não o deixa?"

"Ah…", O loiro pareceu então saber sobre o que ele estava falando, os lábios abrindo-se lentamente. Sua figura pareceu desmanchar-se como poeira no vento, e logo ele estava próximo de Louis. "Esse livro".

Foi o que comentou. Sim, ele tinha dado a entrevista… Mas não era nem perto do que era estar frente a frente com o ser real, o ser físico. O que não daria para ver Shakespeare? Platão? Até mesmo Poe? O que não daria para ver, tocar e cheirar essas entidades há muito desaparecidas no esquecimento?

"Meu nome… É Vänya", disse, sentando-se sobre um dos sofás e mirando-o como uma criança, os olhos tornando-se mais claros, a cabeça virando de lado. "Eu, um dia, fui um alquimista muito famoso. E nesse tempo… Ah… Eu encontrei algo em minhas viagens à Ásia… Algo que nenhum ser humano deveria encontrar. Então… Os deuses me amaldiçoaram. Eu quis ser imortal para aprender todo o conhecimento do mundo. E consegui. Eu alcancei a imortalidade.", seus lábios curvaram-se num sorriso que não era de alegria, antes parecia nervosismo. "E os deuses me deram essa biblioteca, com todo o conhecimento do mundo. Entretanto…", o sorriso morreu. "Eu jamais poderia sair daqui…", andou até uma janela quebrada, enfiando a mão para o lado de fora. O que era pele, carne, veias, tendões e ossos transformou-se imediatamente em vento. "E eu jamais poderia compartilhar meu conhecimento com ninguém".

Reblog

queen-hylia:

Twilight Princess Concept Art: Attire
Reblog

=hsushsu seu blog ta lindo uwu e sim, sua escrita melhorou.=

image

[Omona…! Obrigada, obrigada mesmo i~i sabe que isso significa muito pra mim…!]

Reblog
| RP com herefortheinterview

herefortheinterview:

 

Apenas histórias.

Àquelas palavras o homem sombrio respondeu com um breve movimento com a cabeça, olhos brilhantes como dois espelhos vagueando nas sombras como se pudesse ver através delas. Não saberia dizer o que o movia a permanecer ali, acercar-se da companhia de um mortal cujas palavras arranhavam como unhas sobre um quadro negro.

"RRezo para que permaneça assim." Disse com sinceridade, a voz ecoando suave como seda entre aquelas paredes. Não havia hostilidade em Louis, nem ameaça. Havia-se alimentado bem àquela noite, e mesmo as veias saltadas no pescoço daquela magica criatura não o hipnotizavam o suficiente para perder o auto-controle. Ele permaneceu no meio da nuvem de poeira, pequenos flcos acumulando-se em seus ombros sem aparentemente serem notados.

"Busco um túmulo. O único túmulo de Mármore e Granito desta edificação. Você, meu caro auto proclamado Conhecimento, certamente sabe onde fica."

"Sim, certamente", O mais alto assentiu com a cabeça, recolocando o livro na pilha e passando uma mao na outra para livrá-las da poeira, buscando outros livros. Aquele não era o que buscava. Passeava por entre as pilhas com tal rapidez que talvez nem estivesse andando. Era como se se mesclasse com o vento, e ele o arrastasse pelos lugares, ainda que ali não houvesse nem mesmo uma simples brisa. "Entretanto, só posso lhe dar indicações. Não tenho permissão para sair daqui", disse, parando no meio do salão, onde não havia estantes ou pilhas de livros. Os sofás velhos estavam limpos e bem cuidados, e não havia poeira ou teias de aranha naquele local. Pequenas plantas conseguiram infiltrar-se em pequenas fendas no chão de pedra, e nasciam ali como que se libertassem de uma tirania.

Havia um vitral enorme, e a luz pálida da lua estendia-se por ele, iluminando o ser branco no centro do local. Havia um desenho de uma mulher, semelhante à Virgem Maria, abraçando duas crianças. Ele mirava o vitral com um ar estranho, e então virou o rosto para o convidado.

"Qual é a sensação…?", perguntou, o rosto virado para ele, mas seus olhos perdidos. "Qual é a sensação de sentir o sabor do sangue em sua boca? A sensação de sugar a vida de outra pessoa?"

Reblog
| RP com herefortheinterview

herefortheinterview:

 

Os modos e mecanismos deste estranho lembravam-lhe de um distante Armand. ‘O mais antigo dentro todos’, ele dizia, quando na verdade não passava de uma criança perdida num mundo de violecia e devastação, arrastado para a Escuridão talvez cedo demais… Cedo como sua amada Claudia foi um dia.

O Mais Velho com rosto de criança, um pequeno cupido de asas negras que atacava suas vítimas com fome e impiedade, reservando aos proprios companheiros do Teatro um tratamento nem um pouco menos endurecido.

Uma criança perdida.

"Entendo." Lábios carnudos e rubros pronunciaram cada silaba lentamente, o homem de cabelos castanho escuros permitiu-se observar seu alvo e belo interlocutor com algum interesse. Como eram pálidas suas mãos, e perfeitas as curvas de seu rosto. Belo como um sonho ou uma ilusão ele era, e agora, ainda mais de perto, parecia nem sequer ser real.

"Não há nada para mim nesses livros. Há muito tempo aprendi que o apego ao passado é uma deliciosa armadilha,um poço sem fundo por assim dizer que engole aqueles que se poem a encara-lo por tempo demais." Louis sorriu suavemente, suas feições abrindo-se com jovialidade. Era frio, mas doce. Perigoso, mas amável.

"Eu me pergunto por que um homem como você, que tem uma mínima noção do que eu sou, ainda está assim tão calmo. Você leu o livro. Não leu?”

O loiro colocou o livro que lia numa das pilhas. Os livros estavam divididos numa ordem perfeita, pilhas com tamanhos iguais, de cores idênticas. Apenas uma diversão solitária ao fantasma que ali vivia. Ele ergueu-se lentamente, como se seus músculos não estivessem acostumados a se mexer, e esticou o pescoço coberto. Apenas suas mãos e rosto eram visíveis, o resto do corpo era coberto por suas elaboradas vestes brancas. Estava ali há muito tempo. Era perceptível pelos longos cabelos lisos que arrastavam as pontas no chão, ainda que o Conhecimento fosse um pouco mais alto que seu visitante.

"Posso ter lido. Posso não ter lido. Posso ter esquecido… Pode ter sido… Tedioso", falava, a voz reverberando pelas estantes como um longínquo rádio à pilha. Era grave, rouca e baixa, e nem parecia pertencer-lhe. Suas roupas não faziam barulho ao roçar, nem seus passos no chão. Era uma figura que não se assemelhava em nada a um humano, e ao mesmo tempo, bem lá no fundo, era simplesmente um humano.

O Branco aproximou-se dele, mirando-o com seus profundos olhos cinzentos, como o céu de manhã cedo quando o sol acorda, ou talvez como uma tarde com muita neblina. Não havia como diferenciar. Eram coisas demais para serem separadas de maneira tão simplória.

"Infelizmente, não há nada que me assuste além da eterna solidão em que vivo. Os de sua raça um dia foram ameaça para mim. Hoje em dia…", ele pegou um exemplar velho e empoeirado de Drácula, soprando a sujeira de cima dele e piscando os olhos uma vez.

Apenas uma vez.

"São apenas histórias".

Reblog

haqbomb:

Jersey is easily my most favorite fable, appearance wise. As if my interest in the Jersey Devil hasn’t been a thing since forever in the first place

Reblog

New costumes released within the Majora’s Mask DLC. Looks like even Epona gets to join in on the fun as well. 

(Source: twili-midna)

Reblog

hamletmachine:

Up on the site!

Reblog

hyrule-dynasties:

Artist: まっちょー 

(Source: Pixiv.net)